domingo, 19 de fevereiro de 2017

Integração - O que é?

Integração do Ser - Simples e Maravilhoso


Como explicar o que é uma sessão de Integração (InPassion Home Sessions Individuais)? Quem já experimentou sabe bem como é difícil explicar algo desta natureza pois o processo de Integração sente-se e o que se sente está muito para além das palavras. Ainda assim, aqui fica a minha tentativa de definir o indefinível.

Em poucas palavras, o processo de Integração é um retorno ao Amor.

Um Amor pleno, a essência da Compaixão, sem julgamento, libertando o apego ás ilusões de medo e à compulsão do drama.

É a tomada de consciência da Liberdade, um reencontro com o Espaço Seguro em nós, o Regresso a Casa, a realização da Verdade Interna no profundo silêncio do nosso Ser. É a descoberta da Presença no Aqui e no Agora, um largar de expetativas do passado e do futuro, a perceção inegável de quem realmente somos, de onde vimos e para onde queremos, afinal, ir – simplesmente ficando.

É um abrir mão da luta contra nós mesmos, abrindo o coração para a Cooperação, acedendo à nossa própria Sabedoria Intemporal, onde se encontram todas as respostas.

É um assumir total da nossa própria realidade, escolhendo conscientemente o que deixar ir e o que criar, respirando momento a momento, deixando que a clareza se mostre a si mesma sem esforço.

É o reconhecimento em Gratidão do propósito de tudo nas nossas vidas, aceitando o que foi útil e deixou de o ser, num perdão sereno, sem zanga, ressentimento ou necessidade de justificação.


Aceitação ilimitada



 Nesta aceitação ilimitada, diluem-se todas as memórias, emoções retidas e nós cármicos – devolvendo a energia antes presa ao seu estado neutro e puro, para que a nossa consciência expandida a possa reutilizar para criar uma nova vida sem antes nem depois – AGORA.

Cada parte de nós liberta neste lago infinito de Ser, deixa-nos sempre o tesouro da sabedoria adquirida através da sua experiência, por mais dolorosa que possa ter sido. Fica apenas o Essencial, o suco límpido do que afinal aprendemos com toda e qualquer vivência.


Regressivo, Progressivo ou apenas AGORA



O processo de Integração pode ser Regressivo – reunindo partes de nós cristalizadas na infância ou em qualquer outra idade, inclusivamente em qualquer outra vida; ou Progressivo – acedendo a potenciais futuros, alguns deles criados através das nossas expetativas, e que não nos servem no Agora, outros que fazem parte do leque infinito de possibilidades que podemos potenciar no Agora, aquietando assim o nosso coração e trazendo-nos a força, determinação e coragem necessárias para nos mantermos no rumo que a nossa consciência expandida nos propõe.


Como? 



Cada sessão de Integração é uma viagem interior intensa e profunda que começa pela reconexão com o nosso Centro, inteiramente Presentes no Aqui e no Agora, acedendo à Sabedoria Compassiva da Alma, em Serenidade, no abraço reconfortante da Essência – o puro infinito em nós que está ligado a tudo, de onde tudo nasce e para onde tudo retorna.

A Respiração Consciente é a âncora que nos permite aquietar o ruído da Mente e mergulhar no Sentir, onde residem todas as respostas.

Não se trata, pois, de um processo de hipnose ou de terapia regressiva, ainda que tenha componentes, em alguma medida, semelhantes. A diferença é que é um processo completamente consciente e só se acede ao que se está preparado para ver, reconhecer e libertar, não há um percurso pré-definido e a forma como o processo de desenrola de cada vez é única.

A viagem interna é feita no próprio corpo, pois nele reside a chave de todas as nossas memórias. É um processo que a mente não consegue conceber, dependendo inteiramente do sentir intuitivo, a sabedoria suprema que está para além do espaço e do tempo.


Todas as Respostas estão dentro de ti



O facilitador não dá respostas. Muito pelo contrário – faz perguntas. O cliente é convidado a mergulhar em diversos pontos fulcrais no corpo – que diferem de pessoa para pessoa – promovendo assim o desbloqueio de emoções de toda a espécie e até mesmo de dor física e doença, chegando-se à raiz de qualquer situação a que o próprio se permita aceder.

O processo de Integração pode servir para resolver algo tão simples como uma pequena ansiedade, até ataques de pânico, fobias, preocupação extrema, doenças crónicas ou não, dores e desconfortos, inseguranças diversas, medos, desequilíbrios emocionais e assim por diante.


Feminino e Masculino em Harmonia 



Existe sempre um processo de reequilíbrio do Feminino e do Masculino interno, abertura do coração e ativação do amor incondicional que todos temos disponível em nós. Há um acender ou intensificar da chama vital, da paixão criativa e do poder natural que reside na reconexão do Humano com o Divino, neste corpo, nesta vida, neste momento.

Aprende-se a ouvir a voz do coração, da Essência e a utilizar essa inteligência amplamente sábia para criar uma vida de plenitude, em alegria e gratidão pela dádiva de cada respiração.

Em cada sessão de Integração há uma recalibragem de ADN, devido ao aumento da vibração proporcionado pelo libertar da energia antes presa nas emoções retidas em cada memória de medo, dor, culpa, mágoa, vergonha, raiva…


Compaixão



Aceitar, largar, deixar ir, libertar, aquietar, ficar, amar – serão algumas das palavras-chave que definem o processo de Integração cujo mote base é a Compaixão, esse amplo mar de neutralidade onde tudo retorna ao equilíbrio primordial, no nosso Ponto de Presença, livre da dualidade do julgamento.

A pessoa que escolhe fazer uma sessão de Integração não é designada de paciente porque todo o processo se passa a partir da sua Essência, do seu Ser, que é absolutamente saudável, íntegro e incorruptível – é no retorno a essa Sabedoria que se encontram as respostas necessárias e todos têm esta Sabedoria em si. É como se se ajustasse a frequência interna para que a pessoa possa sentir, ouvir, ver, perceber-se a partir dessa inteligência não mental, ganhando perspetiva e espaço para poder fazer novas escolhas.


Diluindo Padrões, Crenças e Hábitos



É de referir que uma Sessão de Integração é completa em si mesma. No entanto, e quando o que se integrou é algo de muito fixo, uma dificuldade recorrente com que a pessoa tem tido que lidar ao longo de toda a sua vida, o processo de Integração ocorre por camadas. Numa sessão integrar-se-á uma parte, deixando uma sensação de grande alívio e transformação, como que um clique que há muito se esperava, mas passados alguns dias surgirão outras partes que não estavam visíveis antes, por estarem ocultas por detrás da primeira camada. É como um escavar mais e mais fundo, gradualmente, até se chegar à diluição total dessa questão recorrente.  

Por outro lado, há partes de nós com as quais nos habituamos a viver de forma tão automática que temos dificuldade em dissocia-las de quem somos, ainda que saibamos que nos estão a prejudicar. Nestes casos são necessárias várias sessões de Integração para se chegar a uma diluição efetiva desse padrão.


Amor Verdadeiro



O processo de Integração torna tudo tão claro que a sua simplicidade é inegável e ainda que aqui fique uma tentativa de explicar o que é, não há palavras que possam inteiramente definir este reencontro com o Amor Verdadeiro em nós.

Fica aqui o convite para te permitires experimentar por ti mesm@ pois uma coisa é certa: o que aqui foi dito só ganha real dimensão quando sentido pessoalmente.




Testemunhos:








Sem comentários:

Enviar um comentário