quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Mudança em Paz - os meus votos para 2018

Estamos aqui para alcançar a Paz Interior independentemente das circunstâncias externas.

Isso faz-se através da prática da Aceitação – do Cooperar com o que as circunstâncias nos mostram ao invés de lutar contra elas.

Só a partir de um ponto de Paz Interior podemos ter clareza e discernimento para escolher de forma consciente a nossa realidade.

A nossa realidade muda não porque a forçamos a mudar, mas porque através da nossa vibração alteramos o que atraimos para nós. Ou seja, o que vivenciamos na nossa realidade depende do nosso estado de consciência – incluindo, claro está, o nosso estado mental e emocional.

A qualidade das circunstâncias, relacionamentos, lugares e situações que povoam a nossa realidade depende, assim, exclusivamente do nosso estado de consciência e não podemos mudar a realidade de mais ninguém senão a nossa.

Não obstante, ao criarmos uma realidade baseada numa vibração de Paz, Equilíbrio, Amor, Harmonia, Alegria, estamos a criar um novo paradigma, um novo potencial de realidade que pode ser replicado, ainda que sempre de forma pessoal, por quem queira enfim quedar-se na Paz em si. Estamos a criar novos potenciais possíveis para todos.

Ao povoarmos o mundo com a nossa realidade pacífica, não só não o poluímos com luta, separação, escassez, dor, sofrimento e toda a sorte de negatividade, como emanamos qualidade relevantes e essenciais para que a Sombra se encontre com a Luz no Todo que formamos juntos.

Resta referir que a Paz Interior alcança-se no silêncio interno, na aceitação de todos os nossos medos e vozes de dúvida, sem lutar mais contra eles mas chamando-os de volta para Casa, para a Paz da nossa Essência.

É importante perceber que não se pode forçar uma parte traumatizada nossa a sucumbir e também não é através da rejeição dessa mesma parte que vamos poder dilui-la. É através do nosso próprio exemplo de Paz Interior que as nossas “crianças abandonadas” internas podem perceber que a guerra acabou, sair dos seus esconderijos e voltar para o colo Divino que há em nós. Não é possível convencê-las com falas mansas nem trazê-as pelos cabelos, basta apenas aceitá-las, sabendo que não são mais necessárias e ficar recetivo, com as portas do coração aberto para que possam entrar no nosso centro e descansar, fundindo toda a energia da consciência que sustentavam com a Consciência expandida do nosso Ser.

Sempre que isto ocorre, dá-se em nós uma mudança de vibração, um câmbio de ADN, uma regeneração e ficam disponíveis novas qualidade, novas forças que estavam retidas em consciência de vítima. Estas forças, que estavam apenas na sua polaridade negativa, assumem também a positiva e equilibram-se, tornando-se neutras, formando assim um campo infinito de puros potenciais criativos para a vivência de uma realidade completamente nova.

Os meus votos para todos que assim o desejem neste novo ano:

·         » Que se permitam ficar nesse lugar interior – o Espaço Seguro – onde habita o Silêncio, a Paz Pura

·         » Que se permitam aceitar e receber de volta a Casa todas as partes que já não sirvam propósitos produtivos nas vossas vidas

·         » Que se permitam escolher conscientemente uma nova realidade

·         » Que se permitam vivê-la, livres dos sistemas de crenças que a possam querer sabotar


Respira e Sê – tudo o resto será consoante este simples postulado. 




Sem comentários:

Enviar um comentário